segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Oposição em Poção de Pedras sai fragmentada e desprestigiada após eleições


Submerso em consecutivas derrotas, o ex-prefeito Gildásio sai destas eleições mais fragmentado ainda, comprovando seu ostracismo político e rejeição por parte do eleitorado poção-pedrense.

O candidato a deputado estadual César Pires, apoiado pelo autoproclamado ‘líder de oposição’, obteve 1.031 votos, e isso após os íntegros 30 dias de campanha em que o ruim de votos esteve em campo com todos os seus vereadores de oposição. Pasmem, seu candidato foi suplantado até por Vinícius Louro, que obteve sozinho, apoiado por um grupo independente, liderado unicamente por Vicença Cristina, 1.114 votos.

Olha aqui quem saiu dessas eleições com moral e liderando os percentuais da oposição, Vicença – a secretária de Cultura de Júnior Cascaria.
Além de Gildásio, outros caciques vereadores e ex-vereadores também andaram longe de cumprir a meta com seus candidatos, mesmo tendo estes sido eleitos a nível estadual. Segundo informações, teve deles que abocanharam entre R$ 200 e 70 mil, forraram o bolso, e não conseguiram cooptar mais votos que Vicença Cristina fazendo movimento sem ajuda de nenhum vereador na cidade.

E assim segue a oposição... falida, desprestigiada, atada ao famigerado, sem espaço para um novo nome. Após estes 30 dias fazendo campanha, Gildásio jogou as malas em seu carro e só aparece agora numa próxima campanha. Aguarde.

0 comentários:

Postar um comentário

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.