quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Professores de Esperantinópolis deflagram greve geral contra imposições do governo municipal



A novela continua em Esperantinópolis, retratando a luta de resistência da classe dos professores da rede municipal contra as imposições inconstitucionais do prefeito Aluisinho Carneiro.

Tendo em vista a tentativa pertinaz do governo municipal em aumentar a carga horária dos professores de 13 para 16 hora-aulas, e em busca da garantia do reajuste de 6,81%, foi convocado pelo Sinproesemma uma assembleia na manhã desta quarta-feira, 28. Segundo informações do núcleo de Esperantinópolis, a paralisação já deveria estar em curso no município, só que seguindo diretriz do advogado do sindicato, a assembleia teria que ser feita antes, traçando assim os seus trâmites legais para a sua deflagração. Depois de o sindicato ter realizado esses vieses, foi convocado uma paralisação das atividades dos profissionais do magistério do município por 05 dias, e poderá ser estendida, caso a administração não atente à reivindicação da classe.

O atual secretário de Educação, Sr. Raimundo Correa, chegou a ser considerado “pai da educação” de Esperantinópolis, mas atualmente, para estabelecer os interesses de seu sobrinho, o atual prefeito Aluisinho, está tentando violar todas as garantias conquistadas com muita luta pelos profissionais de educação ao longo dos tempos. Lamentável!

convocação para assembleia



Edital de paralisação



0 comentários:

Postar um comentário

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.