sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Prefeito Aluisinho sofre derrota e não consegue aprovar aumento da carga horária dos professores na Câmara Legislativa de Esperantinópolis

Professores e vereadores de oposição de Esperantinópolis se opõe à projeto de lei do prefeito Aluisinho
O prefeito de Esperantinópolis, Aluisinho Carneiro, sofreu outra derrota com a Câmara Legislativa recuando e rejeitando seu projeto de lei que aumentava a carga horária dos professores de 13 para 16 horas-aula, conforme noticiou o blog ontem (reveja).

Na sessão extraordinária que foi realizada na manhã desta sexta-feira (23), o presidente Gilson Vieira, ao ler a ata, comunicou a retirada do projeto da pauta.

Diante da pressão popular, oriunda da mobilização realizada pelos vereadores de oposição, e da manifestação dos professores na Câmara, o prefeito foi obrigado a retirar do texto o artigo 12, que especificamente aumentava a carga horária.

Os professores que estavam presentes acompanhando a sessão comemoram a decisão.





Fotos: blog Leila Alcântara

Um comentário:

  1. Bom,na hora de fazerem a coisa certa ninguém quer.Temos professores com 80 horas,professores que daõ aulas em 3 lugares simultaneamente,professores que terceirizam e professores que recebem sem trabalhar. Será se isso é lagal?

    ResponderExcluir

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.