quinta-feira, 9 de junho de 2016

Roseana desaparece depois do pedido de prisão do pai

A ex-governadora Roseana Sarney não deu mais as caras após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ter enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), pedido de prisão do seu pai, o ex-senador José Sarney. O ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, íntimo do clã por mais de 20 anos, disse que repassou aproximadamente R$ 20 milhões de propina a Sarney, o que encrencou a vida do oligarca.

Aliás, o único da família que se posicionou sobre a prisão de Sarney foi o seu neto, deputado Adriano Sarney. Lacônico, Adriano disse apenas que respeitava as instituições jurídicas do país, sem entrar no mérito da questão.

Já os demais, a exemplo de Roseana, estão mudos, escondidos e envergonhados com a possibilidade do patriarca ir parar atrás das grades. Seria o fim político do grupo político.


O deputado federal licenciado Sarney Filho, ministro de Meio Ambiente, é outro que até agora não se posicionou sobre o calvário de seu pai.

John Cutrim

0 comentários:

Postar um comentário

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.