quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Poção de Pedras no vermelho...

O alerta vermelho alcançou a Prefeitura Municipal de Poção de Pedras neste mês de outubro. As coisas não estão tão positivas para as finanças do município.

Conforme se pode observar no demonstrativo do Banco do Brasil, o acúmulo de novos servidores que deram entrada com suas aposentadorias no INSS, acarretou num abocanhamento de repasse, proporcionando um desconto da fatia de R$ 177.215,70 pela Previdência; mais R$ 13.468,39 devedor de juro anterior; somadas ainda a outra parcela de R$ 30.237,42. Segundo técnicos do setor de contabilidade, o INSS não havia informado à Prefeitura sobre as taxas. 

O crédito de fundo do FPM foi de R$ 383.122,91 C, descontando R$ 358.845,74 D, que sobra apenas R$ 24.277,17 C com a distribuição de todo o rendimento.

O prefeito Júnior Cascaria falou com extrema preocupação à respeito do desfalque nas contas da Prefeitura, pontuando que assim fica cada vez mais desafiador administrar a cidade e exercer a função pública:

Não sobra dinheiro para pagar os fornecedores e muito menos os funcionários, que trabalham duro o mês inteiro afim de receberem os seus proventos, que lhes garantem sanar as dívidas e colocar o pão sobre a mesa”.


3 comentários:

  1. É por que é muito dinheiro roubado, desviado, nem os servidores do hospital nunca pagaram.. vergonha!

    ResponderExcluir
  2. Só pra deixar bem claro os trabalhadores q trabalham duro q o prefeito se refere são os funcionários q trabalha no hospital q sempre q acontece isso sem receber são eles q pagam o pato,pq estão sem receber com .e todos tem família e contas pra pagar.

    ResponderExcluir
  3. Esse mês era pra ser o mês amarelo e não roso, por a casa que ele comp por 350 mil e amarela, ali no alto brilhante(do filipao)qm trab no hospital tão todos sem poder mas dormirem com tanta dívidas

    ResponderExcluir

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.