domingo, 8 de outubro de 2017

Conferencista poção-pedrense, Anne Alyne estará no lançamento de um dos seus contos em São Paulo

Anne e o prefeito de Poção de Pedras, Júnior Cascaria, que tem dado apoio à carreira da escritora
Como não há fronteiras que delimite os excelsos caminhos das letras e do pensamento, a ilustre filha de Poção de Pedras, a conferencista Anne Alyne Brito Mendes – Acadêmica de Pedagogia (UESPI) e pós-graduanda em Psicopedagogia Clínica e Institucional e Docência do Ensino Superior (FAMEP), terá o conto 'O Fim não significa nada' publicado ao lado de autores de todo o Brasil no livro intitulado ‘Antologia - Sem mais, o amor’. O livro réune as melhores obras de diferentes autores e será lançado durante o evento ‘Livros em Pauta’, realizado em São Paulo dia 14 de outubro, com entrada gratuita. ‘Livros em Pauta’ é um congresso de literatura, quadrinhos, RPG e outras mídias nerds. Anne ficou  conhecida após postar um vídeo no Facebook defendendo a profissão do professor, depois disto, em 2015, foi convidada para participar do Programa ‘Encontro com Fátima Bernardes’, na TV Globo (reveja), daí não parou mais, e sempre recebe convites para ministrar os assuntos relacionados à Pedagogia em seminários, revisões e conferências no Piauí e Maranhão.


Mais que uma prova material de que o talento da jovem vem do ventre, gerado do seu próprio coração, o livro traz consigo citações, contos e reflexões profundas sobre a vida, amor, felicidade e outros assuntos da alma. Anne classifica a sua participação como “um sonho próximo de se realizar...”. (...) Estou honrada em poder representar a nossa cidade entre autores de todas as regiões do Brasil”, disse. Confira um trechinho do conto ‘O fim não significa nada’:

“(...) A chuva se foi e em questão de minutos não resta sequer um sinal de que ela passou por aqui. Isso me lembra a passagem de algumas pessoas por nossas vidas. Algumas são como essas chuvas passageiras. Vêm e vão sem nos deixar marca. Embelezam-nos com sua suavidade, encantam-nos por alguns segundos e depois seguem seus próprios caminhos. Outras são como grandes tempestades, que nos impressionam em sua grandeza e intensidade, transformando os ambientes. Ora representam renovação, ora representam destruição. A princípio nos parecem uma deliciosa chuva de verão, mas depois se mostram verdadeiras enxurradas que, ao invés de molhar, afogam. Existem também pessoas que são como as chuvas no campo. Aquela chuva que acende o verde, que brota as flores, que lava a alma. Que colore os dias e que, quando se vai, deixa tudo mais bonito. Pessoas são como as chuvas que, mesmo indo embora, permanecem em nós (...)”.


➱ Anne Alyne dá um show na Parada Pedagógica de Poção de Pedras; confira a reportagem


0 comentários:

Postar um comentário

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.