quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Por que a comunidade de Serraria em Esperantinópolis ficou sem água?


Moradores do Povoado Serraria estão há dois meses padecendo a falta de abastecimento d’água, dentre o principal motivo, as inadequações técnicas com a qual o poço artesiano da comunidade fora construído. O blog teve acesso ao projeto final e esclarece nesta matéria que a irresponsabilidade na perfuração no poço ocasionou o problema atual. Entendamos:

– Serraria fica há uns 30 km da sede. Na década de 70, quando o pai do atual prefeito Aluisinho era comprador de arroz, foi aberta uma estrada pra lá. O pessoal da comunidade eram grande produtores de arroz. Antes de aluisinho se tornar prefeito, em 2012, já mandava água à localidade através do carro pipa. Tem uma ladeira alta que não é qualquer carro pipa que sobe não. O poço é fruto de um projeto do governo do ex-prefeito Mário Jorge, que só veio a ser realizado já no governo do então ex-prefeito Raimundinho.

Leia mais...

É o poço de maior profundidade do município e o único que foi construído sob o diâmetro de 04 polegadas e meia, enquanto que o seu projeto original era pra ser com a medida de 06 polegadas. Ou seja, houve redução de custos pra 04 polegadas e meia, nisso consiste o problema. O poço era pra ser 400 metros, ficou só com 360 metros. Há um cano de 06 polegadas na boca, mas só dá um metro de comprimento, posto apenas pra enganar a fiscalização.

A bomba queimou porque na profundidade em que estava não puxava mais água. Quando foram retirar a bomba queimada, a haste de sustentação não aguentou e a bomba caiu, porém devido a grande profundidade e pouca espessura, o trabalho se tornou um problema. Nestes dois meses a equipe foi lá mais de 05 vezes tentar tirar, sem êxito por conta de o poço ser muito estreito. Eles vão estar lá amanhã tentando fazer novamente.

O blog foi informado que haviam dois carros pipas à disposição da população, mas apenas um tinha potência e capacidade o suficiente de conseguir subir até ao povoado, e este mesmo caminhão bateu o motor recentemente, por isso deixou de ir. Embora isso tenha acontecido, os moradores não deixaram de serem assistidos, justamente por conta de uma parceria do prefeito Aluisinho com o prefeito de São Roberto, Mundim, que pediu para o seu carro pipa suprir o povoado com abastecimento e este prontamente atendeu o pedido do amigo.

Todos os poços artesianos perfurados em Esperantinópolis possuem 06 polegadas, mas este poço da Serraria é o único que contém o diâmetro de 04 polegadas e meia, sendo o único feito pelo ex-prefeito Raimundinho, e ainda assim construído de maneira irregular. Para se ter ideia, o do povoado “Mão-Cheinha” só tem 135 metros de profundidade, mas é de 06 polegadas o diâmetro do poço.

O funcionário responsável é o Carlinhos Eletricista, o mesmo que trabalhou 08 anos pra o Mário Jorge, 04 pra o Raimundinho, e que Aluisinho manteve atualmente.

Projeto final do poço da Serraria, que na verdade passou por uma série de reduções em suas medidas técnicas

Um comentário:

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.