quinta-feira, 14 de setembro de 2017

“Não vou paralisar obras; a obra do hospital quem vai terminar e inaugurar sou eu”: Há 03 anos Flávio Dino passava em Poção de Pedras e apregoava as promessas do “governo da mudança”

Flávio Dino em campanha política em Poção de Pedras. Foto: Fernando Melo (arquivo pessoal)
Em 12 de setembro de 2014, o então governador Flávio Dino (PCdoB) passava por Poção de Pedras apregoando as promessas do “governo da mudança” em um comício político relâmpago realizado na Av. Manoel Máximo. No início de sua candidatura, Dino era acompanhado de um time político raquítico e não tão expressivo em nossa cidade. Praticamente só. Mas depois recebeu importantes apoios políticos como os dos vereadores na época Leandro, Nilton Croá, Zé Filho, Adailza, Lael, Ângela Galvão, Duta Croá, ex-prefeito Bebé, o vice-prefeito Adenilson, o ex-prefeito Gildásio e o farmacêutico Leão XIII. Na ocasião de sua visita, Dino veio apregoar as suas ‘95 teses’ que acalentaria a esperança da maioria dos poção-pedrenses ávidos pela atenção do Governo do Estado a uma cidade de abandono. O ex-juiz federal conseguiu a vitória histórica no Maranhão com 63,52 % dos votos válidos contra 33,69% dos votos de seu principal oponente, Lobão Filho (PMDB).

A cidade de Poção de Pedras deu 8.197 dos votos válidos a Dino (88,24%), enquanto que Lobão pegou uma lapada, somente 984 votos (33,69%).

Ao ser informado que o governador virá à Poção de Pedras pela primeira vez depois de eleito neste sábado, dia 16, para inaugurar um borrão preto jogado nas avenidas principais, resolvi vasculhar os arquivos desta sua visita há 03 anos e analisar o conteúdo de seu discurso. O desejo do povo poção-pedrense foi sempre o de ver terminado a construção do hospital de 20 leitos, iniciado no governo Roseana. E encontrei trechos onde Flávio Dino garante que, para desmistificar aquilo que o grupo Sarney predizia, não iria paralisar nenhuma obra em Poção de Pedras, e que o hospital seria ele mesmo que terminaria, inauguraria e botaria para funcionar”. Mas depois deste tempo... As obras andaram mesmo? Como ficaram? O hospital, foi concluído?!


Confira trechos do discurso:

2:33min – “Há quem pense que o Maranhão é monarquia, o Rei Sarney deixou uma Princesa Roseana, depois vem o Rei Lobão e quer deixar o príncipe Lobinho. Só que o Maranhão não é monarquia não, minha gente, o Maranhão é democracia, e quem manda é o povo, não é família A, B ou C.”

3:05min – “Há obras do Governo do Estado aqui em Poção de Pedras. Eles disseram por terrorismo que se eu ganhar eu vou parar as obras. A Roseana disse isso em 2010, e eu disse pra ela que quem iria parar as obras era ela, e disse na TV Mirante, que é a televisão dela, no debate, e aconteceu exatamente isso; eles prometeram 72 hospitais e não entregaram nem a metade, então eles ficam dizendo que a gente vai parar obras. Eu garanto a vocês que tudo de bom que o Governo do Estado estiver aqui em Poção de Pedras, ou a Prefeitura, vai ter o meu apoio, o apoio do Governo, inclusive, como o deputado Simplício lembra, a obra do hospital, eles podem começar, mas quem vai terminar, inaugurar e botar pra funcionar é Flávio Dino, agora a gente vai mudar o que tem que ser mudado.”

7:42min – “Eu não quero apenas ganhar a eleição, eu quero ganhar a eleição para fazer o melhor governo da história do Maranhão.”


0 comentários:

Postar um comentário

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.