segunda-feira, 28 de agosto de 2017

A que tipo de leitores estamos escrevendo?

O blogueiro Carlinhos e as polêmicas da cobra Sucuri... E das garotas de Lago dos Rodrigues



Caros amigos, tomei uma preocupação quando li duas situações ocorridas com o blogueiro Carlinhos Filho em suas postagens, e levantei comigo mesmo a seguinte indagação: A que tipo de leitores estamos escrevendo?

A primeira delas foi quando o blogueiro foi terrivelmente hostilizado em seu post, mais de 200 comentários de todos os tipos, ao ilustrar uma postagem com uma conhecida imagem da internet, onde aparece uma cobra Sucuri no Rio Amazonas (veja a matéria). Na nota, o editor relatava sobre a informação de uma cobra ter sido avistada subindo o Rio Mearim por baixo da ponte da cidade de Pedreiras, onde o blog é sediado. 

Ao usar a imagem, fazendo questão de enfatizar no rodapé que era uma imagem de outro lugar, e que estava pedindo apenas para que os seus leitores lhe enviassem algum registro em foto ou vídeo da dita cobra, Carlinhos foi taxado de mentiroso e interpretaram que ele estivesse usando a ilustração para afirmar que se tratava da ocasião e lugar. A espécie é admirada por seu tamanho, e segundo os mais velhos, muito habitou o Rio Mearim nas décadas de 70 e 80. Hoje está praticamente em extinção na região. Depois ele conseguiu um vídeo e postou sobre o suposto momento em que a cobra passava (confira).

Leia mais...


O segundo caso foi o de um print de uma notícia “fake” publicada por um perfil humorístico no Instagram. Se passando pela página do blogueiro Carlinhos, o título ofensivo apresenta atributos menosprezíveis a todas as garotas da cidade de Lago dos Rodrigues. O curioso é que o título possui graves erros ortográficos, como a inicial do título contido minúscula e substantivos próprios também. Além disso não apresenta nenhum link que dê direcionamento ao conteúdo da suposta matéria. Com isso, sem alguns leitores hesitarem contrapontos, o blogueiro foi bastante injuriado e até recebeu ameaças em seu número privado.



Fiquei intrigado com o grau de discernimento do público, vindo à tona o perigo que as notícias falsas ou “fakes” espalhadas e viralizadas irresponsavelmente podem causar, principalmente manipulando a opinião pública e deturpando a credibilidade de alguns veículos e canais de comunicação.

Tenho um respeito grande por todos os meus leitores. Tudo o que um blog é, depende inteiramente do público que o lê e o mantém informado. Contudo, cheguei à conclusão que, sem generalizar, boa parte dos leitores a qual estamos diariamente escrevendo, repito, ‘boa parte’ destes, são em sua maioria analfabetos funcionais que leem, mas não conseguem interpretar textos, não deduzem quando uma figura de linguagem está sendo empregada pelo autor, e distorcem tudo principalmente quando a mensagem em que se tentou repassar, está contida de forma implícita. Não exercitam a leitura, por isso o iletrismo no Brasil tem um grau absurdo, por vez preferindo estes formularem suas opiniões rasas apenas sobre o título do post, que em alguns casos chegam até serem alguma ironia, do que mergulhar no conteúdo para entenderem a ideia que o escritor quis repassar. 

Estão demonizando a figura do blogueiro, enquanto que a sua árdua contribuição, sobretudo social, como a acessibilidade à informação e defesa das causas de interesse público, por exemplo, estão sendo ignoradas.

Confesso que até já cheguei a ter divergências com Carlinhos em algum momento, a ponto de nos engalfinharmos nas redes, mas não poderia deixar passar desapercebido o  fato de o blogueiro ser injustiçado. Cada um possui sua linha editorial e que responda por ela, sim. Sensacionalista ou não, por vezes irônico e sarcástico... Mas administrar um blogue nos tempos de intolerância ideológica em que vivemos hoje, nas palavras de Carolina Barbosa, é:

Dedicar tempo, conciliar atividades, administrar ideias.

É lidar com todas as emoções. E, a todo tempo, estar preparado para compartilhá-las.

É ter pique para curtir um evento e mesmo ao cansaço, reunir material, referências e editar fotos para trazer a notícia aos leitores.

É atualizar-se, ser útil enquanto veículo de informação.

É formar opiniões, lidar com as diferenças e sobretudo, respeitá-las.

É amor pela escrita. Amor que transcende ideias, coleciona sonhos e abre as portas.

2 comentários:

  1. plogueiro palhaço esse tal de carlinho ele e o carlos barroso só postam besteira. kkkk

    ResponderExcluir
  2. vou ser breve e fazer algumas sugestões e recomendações, tanto aos dois blogueiros; quanto aos seus leitores. Primeiro: Para quem quiser saber sobre festividades, eventos, shows e festas. Este é um ótimo lugar para se informar. Seus blogueiros gostam de dinheiro. Até aí tudo bem, não existe nada gratuito. Esta é uma profissão e merece ser valorizada. Segundo: Este não é um lugar seguro para se informar sobre a nossa política; local, regional e nacional. Nesta situação, eles gostam muito de dinheiro. E fazem proselitismo político e doutrinação. Estão mais para um marqueteiro político, um João Santana; elevam aos céus quem pagar mais. Chega de Fake News, de enganadores ou doutrinadores. Terceiro: É mais fácil encontrar uma notícia importante sobre Poção de Pedras no blog do Sandro Vagner do que nesse dois blogs de nossa cidade. Aqui você que está de saco cheio dessa política, só encontrará notícias maravilhosas sobre seus políticos. Sabem por quê? Eles gostam muito dinheiro!

    ResponderExcluir

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.