quarta-feira, 15 de março de 2017

Professores aderem à Greve Geral da Educação e realizam mobilização em Poção de Pedras


A classe dos trabalhadores em educação do município de Poção de Pedras, em especial os professores das redes municipal e estadual, se uniu numa mobilização contra a reforma da previdência, reforma trabalhista e em favor do cumprimento da lei do piso salarial nacional.

A caminhada pelas principais ruas da cidade foi organizada pelo SIMPROESEMMA, polo de Poção de Pedras, em parceria com a Associação dos Professores e a presença do presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais. O objetivo do ato foi informar a população, de modo geral, dos principais pontos que estão na PEC 287/16, que prejudicam diretamente todos trabalhadores no que concerne à aposentadoria.

Os professores, caso a emenda seja aprovada, serão bastante prejudicados, visto que vão perder a aposentadoria especial, no que diz respeito ao tempo de serviço. Tudo se encaminha para que a aposentadoria seja de fato assistencialista, já que dificilmente alguém irá consegui-la integral. De uma incógnita o futuro do trabalhador se transforma, de já, quase que em um pesadelo.




Por professor Cláudio Rodrigues

0 comentários:

Postar um comentário

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.