terça-feira, 28 de março de 2017

Eu não queria ser prefeito nos tempos de hoje...

Opinião


Gabinete do prefeito Júnior Cascaria lotado para atendimento nesta terça (28).

Pelo aspecto facial do prefeito Júnior Cascaria prestando alguns esclarecimentos ao povo na tarde desta terça-feira (28), com semblante um tanto abatido, diante muitos desapontamentos, pressionado e acarretado, se tira: ser prefeito de qualquer cidade, principalmente as do interior do Maranhão, não tem valido muito a pena nos dias de hoje. Percebi que as coisas não estão saindo como esperadas nestes primeiros meses da nova gestão de Cascaria. De fato, é inquestionável que a vontade do prefeito, pelo o que conheço, seria a de tocar seus apoteóticos projetos, honrar o discurso de campanha e tornar sonhos realidades. Porém as coisas não acontecem como de um passe de mágica com a varinha de condão... as mãos por hora se encontram manietadas. 

Em suma, ser político hoje em dia no Brasil não tem mesmo valido muito a pena, apesar de ter seu lado bom, como a patente de autoridade e nome para entrar e sair aonde der e vier, por exemplo. Mas posso explicar o porquê que não vale tanto.

O Ministério Público e a Polícia Federal geralmente “atrapalham” tudo. Não se pode mais fazer nada em benefício dos mais necessitados. Qualquer obra é fiscalizada, vasculhada, auditada, acompanhada de perto. É licença pra cá, licença disso, licença daquilo. E até para licitar a obra de qualquer empreendimento e “entregar os trabalhos” aos amigos e conhecidos, a burocracia e a honestidade atrapalham tudo. Coitados de muitos governadores, prefeitos e até ministros. Não se pode mais “trabalhar” sossegado neste país. Desconfia-se de todos.

Mas o que leva uma pessoa rica e bem-sucedida na vida a entrar neste mundo sujo, amoral, hipócrita, promíscuo e sórdido? É para ganhar mais dinheiro e aumentar a sua fortuna ou é simplesmente para ser solidário e filantropo? Há muitas pessoas que ainda acreditam na segunda opção.

Com chavões fomentados pelo profº Nazareno

0 comentários:

Postar um comentário

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.