sábado, 7 de janeiro de 2017

Polícia prende hacker que fraudava contas bancárias no Piauí

"Kawill Rico" fazia parte de uma quadrilha que chegou a repassar R$ 90 mil em uma das transações


Portal AZ

Kawill Rico
Uma equipe da Delegacia de Homicídios de Teresina prendeu na manhã deste sábado (07) um dos membros de uma quadrilha formada por ‘hackers’ que atuavam em fraudes bancárias. Kawill Williams Menezes Rodrigues, mais conhecido Kawill Rico "O Rei das Ligas", possui mandado de prisão em aberto e foi encaminhado para sede do Grupo de Repressão ao Crime Organizado.

“Ele já vinha sendo investigado pelo Greco por fazer parte daquela quadrilha que estava retirando dinheiro de contas bancárias. Daí hoje por volta das 10 horas a equipe B da Delegacia de Homicídios efetuou a prisão do Kawill e o levou para ser interrogado pela delegada Rejane Borges, no Greco”, explica o delegado Francisco Barêtta, coordenador da Homicídios.

Com Kawill Rico a Polícia apreendeu um veículo marca VW modelo New Beetle, placa JIF 0003.

Mandado de prisão contra Kawill
Entenda o caso

Em novembro do ano passado, foi deflagrada uma operação que desarticulou a organização criminosa em que Kawill era membro. Foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão e outros nove de prisões temporárias. As prisões aconteceram em Teresina, Timon (MA) e Fortaleza (CE).

A quadrilha fazia vítimas em todo o país. A polícia iniciou as investigações após receber a denúncia de uma das pessoas lesadas que teve valores significativos retirados de sua conta.

Depois que os criminosos conseguiam retirar a quantia das contas, o dinheiro era repassado para contas bancárias de outras pessoas que recebiam uma porcentagem do valor transferido e emprestavam seus cartões de crédito. Somente em uma das transações, a polícia identificou o repasse de R$ 90 mil.

Na operação foram apreendidos computadores, aparelhos celulares, cartões de créditos e veículos de luxo.

0 comentários:

Postar um comentário

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.