sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Segurança na Câmara temia que Moro levasse um tiro

 (Foto: Renato Costa/Framephoto/Estadão Conteúdo)
Radar On Line/Veja - A segurança da Câmara estava tensa nesta quinta-feira (04) com a presença de Sérgio Moro na Casa.

Como servidores e jornalistas ingressam no local sem passar por detectores de metal, os seguranças temiam a possibilidade de algum tipo de ataque ao magistrado. Um deles chegou a dizer que até mesmo um tiro ele poderia levar dado à falta de revistas.

Apesar do temor, nada aconteceu com o magistrado. O único ataque real que ele sofreu foi quando duas mulheres lhe chamaram de fascista e logo se calaram após serem fulminadas por olhares de quem estava na sala de audiência.

As duas, que não tinham permissão para ingressar no local, foram colocadas para dentro da sala pelo deputado do PT Paulo Pimenta.

Moro foi ao Congresso Nacional para participar de uma audiência na comissão especial da Câmara criada para debater as 10 medidas de combate à corrupção apoiadas pelo Ministério Público. As propostas receberam mais de 2 milhões de assinaturas de apoio da população. (Saiba mais...)

0 comentários:

Postar um comentário

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.