quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Fábio Macedo denuncia violência em Igarapé Grande na campanha eleitoral

O deputado estadual e líder da bancada do PDT na Assembleia Legislativa, Fábio Macedo, subiu a tribuna para denunciar a onda de violência que se instalou em Igarapé Grande, por parte do grupo governista da cidade contra o grupo político de Erlânio Xavier.
O parlamentar refutou a fala do deputado Vinícius Louro em defesa do prefeito Bruno Galvão e do ex-prefeito Breado, onde denuncia que a agressão tem partido justamente por parte desse grupo político, onde tem se comportado como verdadeiros coronéis, espalhando o medo e agredindo os cidadãos que não votam com eles.
“Acho muito pertinente o pedido do deputado Vinícius Louro, que solicita segurança para Igarapé Grande, pois realmente o processo eleitoral lá tem sido de uma forma muito agressiva. Mas o que não se pode, deputado Vinícius Louro, é inverter as coisas, dizer que o grupo da oposição é arruaceiro. Quem mora naquela cidade, quem conhece a realidade de lá sabe que isso não é verdade e quem é conhecido como arruaceiro, é o pai do prefeito Bruno Galvão, o seu Breado. Ele que inclusive, agrediu uma senhora de 52 anos, dando-lhe um tiro nos pés; boletim de ocorrência foi até registrado e esse, meus senhores, não é único caso na cidade”, disse o pedetista.
Fábio ainda citou outro episódio na cidade, que aconteceu nesta manhã, onde mais uma vez, o ex-prefeito Breado manifestou seu comportamento truculento, agredindo o comerciante, Antônio Sales. “Igarapé Grande tem vivido tempos ruins, de intimidação, agressões e abandono por conta de seus governantes mas agora, mais precisamente no dia 2 de outubro o povo dará sua resposta nas urnas para mudar a realidade vivida ali, elegendo quem de fato tem respeito e seriedade para trabalhar, que é o Erlânio Xavier e a Dra. Diene”, finalizou.

0 comentários:

Postar um comentário

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.