segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Notícias do Legislativo: uma sessão mais quente que a outra


A Câmara Legislativa de Poção de Pedras realizou nesta segunda-feira (28), mais uma sessão marcada por polêmicas e muitas algazarras. Inicialmente foi apresentado para apreciação e votação um projeto de lei que modifica o nome da escola do Povoado São Salvador, de Nina Rodrigues para Marcelino Borges de Oliveira, autoria do vereador Valney; outro projeto de lei que modifica o nome da escola do Povoado Belém dos Lages, de U.I Deputado Sarney Filho para C.E Lourival Augusto Ribeiro, autoria da vereadora Adailza Bezerra; e também um requerimento do médico e ex-prefeito Dr. João Batista, na qual pede um novo julgamento com amplo direito a defesa oral na Câmara Legislativa sobre a apreciação de suas contas no exercício de 2006.
O ex-prefeito requer a anulação da decisão que lhe impugnou. O requerimento do ex-prefeito João Batista foi votado e aprovado por sete votos a dois.

Seguiram-se as ofensivas; ataques e contra-ataques. Oposição fervorosa em "defender o povo", situação precisa em relatar as obras do prefeito... E assim seguiu a sessão não muito diferente da última.

Vereador Mano e vereadora Ângela destacam a importância das obras que foram construídas na gestão do prefeito Jr. Cascaria, e listam os feitos considerados fundamentais no processo de construção de um novo aspecto urbano. Os feitos são as escolas edificadas, ruas pavimentadas, restaurações e ampliações nos parâmetros de infraestrutura. Vereador Elias Elói, como sempre, traz uma palavra que apazígua os pares, discurso este temperado de sabedoria e experiência.

O público, composto em grande parte principalmente por pessoas aliadas ao governo anterior, tornaram-se frequentadores assíduos da Casa, algo que vejo como positivo; mobilizam a população para acompanhar os trabalhos, mostrando interesse em participação democrática sobre o futuro de nossa cidade. Muito mais que meros interesses pessoais.

Falando em democracia, o presidente Valney Gomes mais uma vez falou grosso e teve a necessidade de pedir que o auditório se ponderasse. A manifestação democrática, permitida pelo regimento com cartazes ou quaisquer outros gestos pacíficos, tornou-se sinônimo de baderna. Gritos, vaias e insultos agora são frequentes.

Podemos dizer que começou os velhos burburinhos políticos...

Veja as imagens





























Créditos: Messias Fotos

0 comentários:

Postar um comentário

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.