quinta-feira, 10 de setembro de 2015

João Abreu ameaça revelar destino da mala preta de Youssef; Roseana se desespera

Marrapá

Imagens obtidas pela Polícia Federal registraram toda a movimentação da mala preta com o suposto R$ 1 milhão pago por Alberto Youssef a João Abreu
Imagens obtidas pela Polícia Federal registraram toda a movimentação da mala preta com o suposto R$ 1 milhão pago por Alberto Youssef a João Abreu
Na iminência de responder na justiça pela acusação de ter recebido R$ 3 milhões do doleiro Alberto Yousseff, o ex-secretário da Casa Civil de Roseana Sarney, João Abreu, ameaça contar tudo o que sabe.
Considerado um arquivo vivo capaz de entregar todo o esquema montado pela oligarquia dentro do Palácio dos Leões, o dono do Armazém Abreu tem enviado recados à família Sarney por meio do antigo sócio, Jorge Murad, marido de Roseana, ameaçando revelar o destino da mala preta com R$ 1 milhão em propina que o doleiro despachou antes de ser preso no Hotel Luzeiros, em São Luís.
Em agosto, Abreu foi indiciado por corrupção. De acordo com as investigações conduzidas pela Polícia Civil, ele teria aceitado suborno para garantir que o governo estadual fizesse o pagamento no valor de R$ 134 milhões à empresa Constran.
Ao comentar a apatia de Roseana em relação às eleições municipais do ano que vem, um político bem situado no núcleo do clã revelou ao Blog Marrapá que a ex-governadora está desesperada com a possibilidade de o ex-secretário aceitar um acordo de delação premiada.
“A Roseana não está nem aí para a Lava Jato. As acusações do Youssef não resultarão em absolutamente nada. Com essa moda de delação, a única coisa que ainda tira o sono dela é o risco do João Abreu abrir a boca”, garantiu a fonte.
Além do ex-secretário, foram indiciados no caso que desencadeou a Operação Lava Jato o doleiro Alberto Youssef, Rafael Ângulo Lopes, Adarico Negromonte e o corretor Marco Antonio Ziegert que, segundo a polícia, seria o elo entre Youssef e o governo Roseana.

0 comentários:

Postar um comentário

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.