domingo, 19 de abril de 2015

VITORINO FREIRE – ACUSADO DE MATAR ROMÃO BIZARRIAS É ABSOLVIDO EM JÚRI POPULAR

O advogado assassinado era acusado de participação do assassinato do ex-prefeito de Poção de Pedras, Raimundo Mota da Silva, o Raimundo Borges em 1992


Na manhã da última quinta-feira (16), aconteceu o julgamento do réu Ruberval Gomes da Silva. Ele respondeu pela acusação de homicídio que teve como vítima o advogado Romão Bizarrias Vilarindo.

Promovido pela 1ª Vara da Comarca, o julgamento foi realizado no Salão de Júris do Fórum, e foi presidido pelo titular da vara, juiz Jairon Ferreira de Morais.

Leia mais...

De acordo com o processo, o crime ocorreu no dia 21 de abril de 1997, por volta das 23:00h, em uma localidade próxima à Fazenda Vila Sossego, em Altamira do Maranhão, termo judicial da comarca.

Ainda de acordo com o processo, armado de espingarda calibre 12, o acusado, agindo de emboscada e à traição, teria desferido dois tiros no advogado, matando-o.

Ouvido em juízo quando da prisão, o réu negou a autoria do crime.

Depois dos embates de acusação e defesa, o réu foi absolvido pelo júri popular, pelo 'placar' de 6 X 1.

Poção de Pedras

O advogado Romão Bizarrias, vítima neste julgamento, foi apontado com um dos mandantes do assassinato do ex-prefeito de Poção de Pedras, Raimundo Borges, em 26 de fevereiro de 1992.

 
Curiosidade: o advogado esteve envolvido em um julgamento contra
o então prefeito Raimundo Borges, em 1991, representando a
Câmara de Vereadores da época

Além de Bizarrias houve outros acusados, veja no link:



Um resumo da vida do prefeito de Poção de Pedras 


 Recorte das páginas 64 e 65 do livro Poção de Pedras Numa Sinopse Histórica de autoria de Nilton Pinto.

0 comentários:

Postar um comentário

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.