domingo, 26 de abril de 2015

CONTEÚDO ERÓTICO EXPOSTO POR FUNKEIRA-MIRIM É DENUNCIADO E PAI PODE SER PRESO

CCPdpNMUgAAuRiE“Forte conteúdo erótico e de apelos sexuais”. Esse foi o termo usado pelo Ministério Público de São Paulo que, partir de agora abre inquérito a fim de investigar os abusos e apelações contidas em músicas e coreografias de crianças e adolescentes expostas e propagadas pela internet.
O alvo principal da investigação é uma menina de apenas oito anos de idade, a funkeira-mirim MC Melody. De acordo com o MP as músicas e danças da garota violam direito ao respeito e à dignidade de crianças/adolescentes.
Ainda segundo o MP, ela “canta músicas obscenas, com alto teor sexual e faz poses extremamente sensuais, bem como trabalha como vocalista musical em carreira solo, dirigida por seu genitor”.
O pai de MC Melody – o também funkeiro MC Betinho – também é citado pelo inquérito. Ele pode ser preso e perder a guarda da filha.
Assista ao vídeo da funkeira-mirim:
Continue lendo...

O caso está sendo investigado pela Promotoria de Justiça de Defesa dos Interesses Difusos e Coletivos da Infância e da Juventude da capital paulista. Além de Mc Melody, vários outros funkeiros mirins estão sendo investigados.
O caso específico da MC Melody, que chegou a ser o assunto mais procurado por brasileiros no Google nesta quinta-feira (com mais de 50 mil buscas), gerou uma petição no site Avaaz que pede “intervenção e investigação de tutela” ao Conselho Tutelar de São Paulo.
O abaixo assinado alcançou mais de 23 mil assinaturas em quatro dias. A menina já chegou a ter seu perfil retirado do Facebook após denúncias de internautas sobre “sexualização”.

0 comentários:

Postar um comentário

Fique a vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do autor desta página. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após passar por análise.